Turismo de aventura: 4 dicas para as trilhas de Machu Picchu

Sem dúvidas, o Peru é um cenário perfeito para os amantes do turismo de aventura, em especial, para aqueles que pretendem encarar as trilhas de Machu Picchu.

Certamente, se você já pesquisou sobre estes roteiros, já deve ter visto que, para chegar até a cidadela Inca a pé, no alto das montanhas, há uma infinidade de opções de caminhadas, das mais leves às mais desafiadoras.

Bom, é justamente, nessas últimas que focaremos aqui neste post. Afinal, são trajetos longos, de alguns dias e que, consequentemente, requerem mais preparo físico e muita disposição. No final, a recompensa é sempre gratificante, mas para que nada se torne um problema no meio do caminho, é bom se preparar para encarar o desafio da melhor forma. Vamos conferir as dicas?

Turismo de aventura

Quais as trilhas Inca que mais demandam preparo físico?

Como dissemos, existem diversos caminhos até Machu Picchu e muitos deles podem ser concluídos de forma fácil e com trajetos bem mais leves. No entanto, como o assunto é turismo de aventura, resolvemos destacar aquelas trilhas que realmente são feitas por quem busca mais adrenalina e superação. Confira quatro opções de pacotes para Machu Picchu imperdíveis com caminhadas mais longas:

– Trilha Salkantay Combinada (5 dias e 4 noites);

– Trilha Salkantay Estrelada (5 dias e 4 noites);

– Trilha Inca Tradicional Combinada (4 dias e 3 noites);

Trilha Inca Essencial (4 dias e 3 noites).

Turismo de aventura

Como se preparar para um turismo de aventura em Machu Picchu?

Depois de definir qual o roteiro você pretende fazer, é bom seguir alguns conselhos e se preparar com o máximo de antecedência, combinado? Para iniciar as nossas dicas sobre turismo de aventura no Peru, listamos alguns pontos imprescindíveis que você deve levar em consideração antes de embarcar. Vamos lá!

1- Prepare-se fisicamente para a trilha Inca

O primeiro passo é estar com o preparo físico em dia. Ninguém precisa se tornar um atleta da noite para o dia, porém é muito normal que o corpo sinta os impactos da altitude (soroche) e do esforço da caminhada. Se você reservar alguns minutos de seus dias para realizar pequenos exercícios físicos, já é um grande avanço e, provavelmente, sua resistência será cada vez maior. Mesmo que você já seja praticante de alguma atividade, é recomendado focar ainda mais nos meses antecedentes à viagem.

Uma dica é tentar criar uma rotina diária, como subir e descer escadas a pé, se alongar, praticar algum esporte, fazer exercícios de respiração e, se possível e achar necessário, se inscrever em uma academia ou buscar um profissional de educação física.

Por fim, regrar a alimentação também complementa esse processo de preparação física pré-viagem.

2- Consulte-se com um médico

Fazer um check-up completo para avaliar sua condição física é fundamental antes de encarar qualquer atividade de turismo de aventura. O mais recomendado é sempre um cardiologista e, para aqueles que já têm algum caso de lesões ou dores, um ortopedista pode lhe orientar melhor sobre os principais cuidados.

Além disso, um profissional de educação física também pode fazer uma avaliação mais completa e direcionar você aos exercícios mais indicados para cada caso. Por último, um nutricionista poderá ajudar com uma dieta mais balanceada, sempre com foco nos melhores resultados para a sua aventura.

3- Tenha os equipamentos adequados

As trilhas Inca, de fato, podem ser um roteiro desafiador, mas, sem dúvidas, os equipamentos levados fazem toda a diferença no seu conforto e resistência. Aproveitando este tópico, a agência de turismo de aventura contratada deve não somente orientar o viajante, como também garantir o suporte completo para o trajeto. Isso pode incluir o serviço de carregadores (deve ser negociado), kit de primeiros socorros (incluindo balões de oxigênio) e equipamentos de camping e cozinha.

Turismo de aventura

Bom, ao contratar a agência certa para Machu Picchu, você já alivia bastante esse peso nas costas e nas pernas, além de garantir toda a segurança, em casos de emergências, e o conforto que você precisa durante a caminhada. No entanto, ainda é recomendado carregar consigo alguns itens essenciais. Confira abaixo:

– Mochila leve;

– Sacos de dormir;

– Calçados confortáveis e resistentes;

– Roupas leves, casacos e calças;

– Repelente;

– Isolante térmico.

4- Cuidados durante a trilha Inca

Além de toda a preparação física e os equipamentos corretos, durante o trajeto também é sempre bom ter certos cuidados. Afinal, de fato, ali é a sua prova final para se superar a cada dia! Por isso, busque se alongar antes de começar a caminhar, aqueça o corpo, se alimente bem e sem exageros e, por fim, se hidrate com frequência.

Em caso de sensação de cansaço ou de esforço demasiado, não insista! Avise o guia e descanse o quanto achar necessário.

Turismo de aventura

Com quanto tempo é preciso se preparar para uma viagem de turismo de aventura?

Tudo vai variar de acordo com a sua condição física e sua saúde. No entanto, por se tratar da trilha Inca, podemos recomendar, pelo menos, três meses de antecedência para você se preparar de uma forma satisfatória. Por isso, a importância de pesquisar cada detalhe antes, se informar com a sua agência e se consultar com os profissionais sugeridos. Tenha certeza que, seguindo esses passos, sua viagem tende a ser a mais espetacular de sua vida!

Enfim, essas foram algumas de nossas dicas de como se preparar para uma viagem de turismo de aventura até Machu Picchu. De fato, algumas trilhas podem demandar mais esforço e preparo do que as outras, mas jamais desista de seu sonho de conhecer um dos lugares mais encantadores do mundo com os caminhos mais mágicos e desafiadores desse roteiro. Sem dúvidas, cada passo é recompensado pelas surpresas e magias que só uma aventura dessa pode proporcionar. Prepare o coração e se entregue à energia única de Machu Picchu!

Curtiu o post? Se ainda não se decidiu como chegar na cidade perdida dos Incas, não tem problema! A gente tem muitas outras dicas para compartilhar com você e ajudar na sua melhor escolha. Por isso, não deixe de ler também nosso artigo sobre como aproveitar Machu Picchu com o máximo de conforto. Boa leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *