5 lugares que você precisa conhecer em Trujillo no Peru

Nos últimos anos, o Norte do Peru tem chamado a atenção de muitos viajantes, especialmente, por causa de inúmeras descobertas arqueológicas (algumas inacreditáveis, diga-se de passagem), pela natureza exuberante entre o mar e a floresta e, claro, pelas histórias, lendas e magias que pairam sob um dos lugares mais místicos e fascinantes de todo o país. Dentre as diversas opções que os aventureiros têm para explorar por lá, destacamos a fantástica Trujillo, a maior de todas as cidades da região!

Justamente por isso, nós resolvemos preparar esse post exclusivo para apresentar um pouco das principais atrações e pontos turísticos de Trujillo, no Peru, e mostrar por que a cidade merece um espaço mais que especial em seu roteiro de viagem. Preparada para a aventura? Então, vamos lá!

Onde fica Trujillo, no Peru?

Trujillo

Trujillo fica ao Norte do Peru, em um departamento chamado La Libertad, a pouco mais de 560 km de distância da Lima. Por contar com um aeroporto próprio, é possível embarcar na capital do país e chegar ao destino em cerca de uma hora de voo.

Além disso, Trujillo fica próxima a muitas outras cidades igualmente interessantes e que, sem dúvidas, podem complementar ainda mais seu roteiro de viagem, como a vizinha Chiclayo (a 205 Km) e Cajamarca (a 290 Km).

A cidade faz parte da costa norte peruana e conta com um dos litorais mais surpreendentes do país. Já do lado oposto, o território abrange boa parte da floresta amazônica. Por lá é possível notar, nitidamente, toda a influência dos costumes e tradições de seu povo indígena.

E o que não deixar de visitar em Trujillo, Peru?

Além de toda a beleza natural das paisagens e cenários únicos do Norte do Peru, Trujillo se destaca também pela forte presença da colonização espanhola, principalmente em suas igrejas e construções coloniais. Mas, indiscutivelmente, os principais cartões postais da cidade são os seus magníficos e misteriosos sítios arqueológicos, que ajudam a remontar a história de civilizações ainda mais antigas que os famosos Incas, como os Moche, os Chimú e os Lambayeque.

Nessa mistura incrível de culturas e períodos, apresentamos algumas das joias raras a serem visitadas em um roteiro por Trujillo, no Peru. Confira!

1. Plaza de Armas – A maior herança espanhola de Trujillo

Assim como Cusco, Trujillo também tem a sua própria Plaza de Armas, no centro da cidade. Por lá, é onde se concentram os principais restaurantes, hotéis, lojas e galerias de todos os tipos. É ali também que se pode apreciar a magnitude de sua catedral, destruída em 1619 após um terremoto que abalou a região e, finalmente, reerguida entre os anos de 1647 e 1666.

Ao redor da Plaza de Armas de Trujillo, é possível embarcar em uma verdadeira viagem ao tempo colonial, com simpáticas ruazinhas e casarões coloridos. Há também o belissimo Palácio de Iturregui, que perteceu a Don Juan Manuel de Iturregui y Aguilarte, um dos heróis da independência do Peru, e a fabulosa Casa de Emancipación, que já foi sede do governo do congresso.

2. Chan Chan – a fascinante cidade feita em barro

Chan Chan - Trujillo no Peru

Chan Chan era o nome dado à capital política, administrativa e religiosa da antiga civilização Chimú, a qual estima-se ter sido construída no ano de 850 d.C. No entanto, não é apenas o tempo de história que torna o local surpreendente! Todas as construções são, incrivelmente, esculpidas e erguidas em barro. Por isso, Chan Chan é considerada a maior cidade de adobe de toda a América, com cerca de 14 km² de extensão (já chegou a ter 22 km² no passado).

No idioma nativo, Chan Chan significa “Sol Sol”, o que indica a forte ligação de seu povo com o astro rei, o que também pode ser percebido por meio de inúmeros desenhos e imagens grafadas nos seus muros, estátuas e corredores de barro, ainda visíveis nos dias de hoje.

Apesar de toda essa riqueza de detalhes incalculáveis, a Unesco incluiu o destino como um dos patrimônios ameaçados, tendo em vista o impacto do tempo e das erosões no material utilizado.

3. Playa Huanchaco – onde os primeiros surfistas da história nasceram

Outro ponto turístico de Trujillo é a famosa Playa Huanchaco, a cerca de 10 km da Plaza de Armas e do centro da cidade. A praia serviu como um importante porto durante 400 anos e, hoje, é considerada um dos destinos prediletos do Norte do Peru, tanto de habitantes locais como de turistas de toda as partes do mundo.

Com um cenário bem único e característico das praias do Pacífico, Huanchaco preserva uma beleza própria e um tanto quanto charmosa. Aproveite para caminhar pelo seu simpático pier e apreciar o pôr do sol mágico.

Além de toda essa beleza natural, há quem defenda que foi na Playa Huanchaco que a prática do surf nasceu muito tempo atrás, no entanto um pouco diferente do que conhecemos hoje. Afinal, o que se usa lá como prancha são os tradicionais “cabalitos de totora”, uma espécie de embarcação típica, construída a partir de uma planta aquática.

4. Complexo El Brujo – onde habita uma misteriosa múmia tatuada

Mumia - Trujillo no Peru

Localizado a cerca de 60 Km de Trujilo, o Complexo El Brujo é mais um dos tesouros descobertos no Norte do Peru. Estima-se que por lá passaram diferentes civilizações, sendo a cultura Moche uma das mais presentes – desde o ano de 200 d.C.

São diversas Huacas (templos sagrados) que contemplam a paisagem do El Brujo, como a Huaca Cortada e Huaca Pietra, além de um misterioso poço, certamente utilizado para rituais e cerimônias espirituais no passado.

No entanto, a grande estrela do sítio arqueológico é a famosa Dama de Cao, encontrada em uma das tumbas da Huaca Cao Viejo em incrível estado de conservação, o que permite admirar seus desenhos e imagens grafados em sua pele como tatuagens.

5. Huacas del Sol e de La Luna – as pirâmides do Peru

Outra dica imperdível ao visitar Trujillo, no Peru, é conhecer as fabulosas Huacas del Sol e da la Luna, ambas construídas em barro e com formatos de pirâmide. Assim como o Complexo El Brujo, vestígios comprovam que a cultura Moche foi a mais presente no local, servindo como centros administrativos, militares e cerimoniais entre o século I e VIII.

A visitação é permitida e é possível circular pelos corredores e espaços das construções, alguns com pinturas e imagens incrivelmente preservadas.

Enfim, essas foram algumas dicas sobre a fascinante e misteriosa cidade de Trujillo, no Peru, para onde, cada vez mais, aventureiros e viajantes embarcam em uma viagem alucinante, entre uma natureza única, histórias surpreendentes e uma magia inexplicável de um dos destinos mais incríveis do país.

Se você curtiu e quer incluir o Norte do Peru em seu próximo roteiro de viagem, então não deixe de ler também nosso próximo post e conheça um dos pacotes mais clássicos da região: a Rota Moche, de Chiclayo a Trujillo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *