O que representa o Templo do Sol em Machu Picchu?

Um dos momentos mais mágicos de visitar as ruínas Incas do Peru é adentrar o fabuloso e fascinante Templo do Sol em Machu Picchu. Afinal, tudo ali é um pouco diferente das demais construções da cidadela sagrada, desde a sua arquitetura até a sua antiga função prática para aquela civilização.

No entanto, o Templo do Sol em Machu Picchu esconde muito mais segredos do que apenas um espaço especial dentro do parque. Estar lá dentro é uma mescla de energias, de fabulações históricas e de sensações indescritíveis de presenciar um local tão sagrado e misterioso.

Como bons amantes da cultura andina e especialistas em viagens ao Peru, nós resolvemos buscar os mínimos detalhes sobre esse incrível monumento Inca e compartilhar com você! Sendo assim, prepare-se, pois sua aventura por Machu Picchu começa a partir de agora. Vamos conferir?

Afinal, o que é o Templo do Sol em Machu Picchu?

templo do sol

O Templo do Sol em Machu Picchu é a única construção com traços arredondados em todo o parque. Na verdade, ele tem uma forma semicircular, ou seja, metade é em curvas, enquanto o outro lado se mantém reto. Apesar dessa diferença arquitetônica, a construção foi erguida com as mesmas técnicas características do período do império Inca (Pachacutec), pedra a pedra, incrivelmente polidas e encaixadas.

Porém, o mais impressionante é que esses detalhes foram pensados detalhadamente pelos antigos Incas, obedecendo à movimentação do Sol e da Terra, o que prova que tal civilização detinha conhecimentos e ligações avançadíssimas com o Universo.

Além disso, essa fantástica construção Inca ainda representava um local sagrado, tendo em vista que o astro-rei era considerado um Deus para aquele povo e, por isso mesmo, o espaço ganhou o título de Templo do Sol em Machu Picchu.

VEJA TAMBÉM

Guia completo sobre a cultura andina

Mapa completo de Machu Picchu

O que o Templo do Sol representava para os Incas?

templo do sol

O que mais fascina no Templo do Sol Inca é que há diversos mistérios e fabulações históricas que ainda fazem muitos pesquisadores e historiadores buscarem explicações exatas. No entanto, sabe-se que o monumento tinha duas funções básicas: religiosa e científica!

Confira um pouco mais abaixo e se surpreenda!

Fins religiosos

Por ser um local sagrado, acredita-se que somente os sacerdotes e os nobres tinham acesso ao Templo do Sol em Machu Picchu. A principal explicação para isso é que, bem no interior da construção, encontra-se uma enorme pedra, de uma única peça, que certamente servia como altar para cerimônias e rituais místicos em adoração ao Deus Sol, chamado de Inti em quéchua.

O mesmo ocorria no Templo do Sol em Cusco (Qoricancha), assim como na Fortaleza Sacsayhuamán, onde até os dias de hoje se celebra o Inti Raymi, a mais tradicional festividade em adoração ao Sol.

Além desse altar em pedra, outra curiosidade é que, bem abaixo da Templo do Sol Inca, existe uma passagem para uma espécie de caverna subterrânea. Ali, historiadores e pesquisadores imaginam que o espaço tenha servido como a tumba real para o funeral de Pachacutec, o poderoso imperador de Machu Picchu.

Fins científicos

Além do apelo místico e religioso do Templo do Sol em Machu Picchu, sabe-se também que o espaço funcionava como uma espécie de observatório astronômico. Isso é provado, principalmente, pela existência das famosas “três ventanas trapezoidales”, que são três janelas abertas na construção em posições estratégicas, justamente para receber a luz do sol em diferentes períodos do ano e, dessa forma, ser possível definir as estações.

No dia 21 de junho, os primeiros feixes de luz solar em Machu Picchu adentram uma das janelas do Templo do Sol Inca, iluminando o altar cerimonial em seu interior. Isso representava para os incas o solstício de inverno e o começo de um novo ciclo para as plantações. Com isso, o Deus Sol era homenageado e dava-se início aos rituais cerimoniais incaicos.

Algumas curiosidades sobre o Templo do Sol em Machu Picchu

templo do sol

Apesar de muitos cientistas e historiadores já terem descoberto as principais funções do Templo do Sol Inca, aquele espaço ainda carrega energias e mistérios inexplicáveis, que até mesmo os visitantes mais incrédulos conseguem sentir.

Com toda essa mágica envolvendo a construção sagrada, separamos algumas outras curiosidades incríveis sobre o Templo do Sol em Machu Picchu que até hoje seguem misteriosas e místicas e faz muito aventureiro viajar no tempo para tentar desdobri-las. Confira!

  • Estima-se que o Templo do Sol em Machu Picchu tenha sido construído junto com toda a cidadela sagrada, em torno de 1450;

  • Foi somente em 1911, após uma excursão arqueológica do americano Hiram Bingham, que o Templo do Sol em Machu Picchu foi descoberto, junto às demais ruínas;

  • Boa parte dos nomes e termos utilizados no parque foram dados pelo próprio Hiram Bingham. É o caso de uma das janelas do Templo do Sol Inca que foi apelidada de “janela da serpente”. Mas, até hoje, não se sabe se havia um nome original antigo;

  • Essa mesma janela apresentava resquícios de pedras preciosas, o que indica que, provavelmente, as janelas eram ornamentadas;

  • Por muito tempo, alguns pesquisadores acreditavam que o Templo do Sol em Machu Picchu teria também uma função de “torre militar”, o que já foi descartado, tendo em vista que toda a cidadela foi construída sem fins de guerra e que a própria localização e a floresta ao redor já serviriam para protegê-la de possíveis ataques.

Em resumo, essas são algumas dicas e curiosidades sobre uma das construções mais fascinantes e épicas do império Inca. Sem dúvidas, o Templo do Sol em Machu Picchu representava um espaço sagrado e de muito conhecimento para a sua antiga civilização, o que prova, cada vez mais, a ligação direta dos indígenas como as forças astrais.

São essas e muitas outras descobertas que transformaram Machu Picchu em um dos destinos mais inacreditáveis de todo o mundo, além do merecido título de uma das 7 maravilhas do mundo. Se você, como nós, também é fascinada por esse lugar mágico, aproveite para ler também nosso próximo post e descubra mais sobre a história e a construção da mais famosa cidade Inca no Peru.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *