Curte trekking? Conheça a trilha de Salkantay a Machu Picchu

Provavelmente, você já ouviu falar sobre como chegar a Machu Picchu a pé.

No entanto, a famosa trilha inca, que é a mais popular entre as opções, costuma ser bem disputada e, por vezes, difícil de ingressar devido a uma limitação de 500 pessoas por dia, imposta pelo governo peruano. Porém, há uma infinidade de outros caminhos que levam ao destino mais encantador do Peru. Entre eles, está a mais fantástica de todas as trilhas peruanas: a Salkantay!

Quer embarcar nessa aventura e conhecer um lado ainda menos explorado pelos turistas que visitam o país? Então, leia o post até o final e prepare-se para a viagem mais inesquecível de sua vida. Podemos começar?

Por que a trilha Salkantay é a mais fascinante de todas?

Podemos começar dizendo que este caminho envolve muito mais coisa do que um simples trekking. Para se ter uma ideia, Salkantay é um imenso nevado localizado a aproximadamente 6.271 metros de altitude e a caminhada dura cinco dias e quatro noites, período no qual os cenários variam a cada passo e as experiências são únicas.

Trechos de mata fechada e montes com neves se misturam com ambientes áridos e pedregosos, além dos rios e cachoeiras que desenham o imenso vale de cores e paisagens extraordinárias. Uma verdadeira obra de arte da natureza!

Sua extensão total é de 55 Km e, sem dúvidas, é o caminho que permite ao viajante ver o quão rico é o ecossistema do Peru.

salkantay

Como é o roteiro da trilha Salkantay?

Ao contratar um pacote para a Trilha Salkantay, provavelmente os primeiros dias serão dedicados a passeios mais leves para explorar Cusco e o Vale Sagrado dos Incas. Isso vale a pena não somente pelos passeios imperdíveis que essas regiões oferecem, como também é fundamental para que seu corpo se acostume com a altitude e não sofra tanto na hora de começar o trekking.

Bom, a aventura para Salkantay tem início na cidade de Mollepata, a cerca de 100 Km de Cusco. Dali, se segue acompanhado com a equipe de apoio e, depois de poucas horas, se alcança o setor Silcakancha, onde é servido um almoço. Mais três horas de caminhada, agora até o setor Soraypamapa, no qual é feito o primeiro acampamento. Vale ressaltar que no primeiro dia todo o trajeto é leve, passando por lindos pastos e caminhos de terra.

O segundo dia começa cedo e com um café da manhã reforçado para o trecho mais forte e, em compensação, o mais lindo. Estamos falando da travessia do Estreito de Salkantay Pampa para até o lado esquerdo do nevado Umantayblanco. É nessa parte que se chega ao ponto mais alto da trilha, na passagem entre Salkantay e Umantay, a exatos 4.650 metros acima do mar.

salkantay

Todo esforço é compensado pela vista do vale com suas imensas montanhas e picos nevados, nos quais, se tiver sorte, avistará de longe algumas avalanches incríveis. Depois desse verdadeiro espetáculo, o trekking continua até a comunidade de Huayrac, onde é servido um excelente almoço típico da culinária peruana.

Saciada a fome, é hora de descer até Colpapampa, em um caminho repleto de muita mata e rios de águas cristalinas. Por volta das 17h, se finaliza a jornada de caminhada deste dia e se aproveita para jantar, conversar com o grupo e o guia e, claro, esticar as pernas no acampamento.

O dia amanhece e o trekking recomeça, desta vez, passando por um lindo vale com águas termais até chegar a Sahuayacocha. Dali, após o almoço, pega-se um transporte para Santa Teresa, com uma variedade extraordinária de orquídeas e cachoeiras gigantescas, de cair o queixo. Além disso, você apreciará uma diversidade de cafés, bananas, abacates e outras árvores frutíferas que contemplam o passeio. O dia finaliza em Lucmabamba, para um novo acampamento.

Passando pelo povoado de Santa Teresa, o próximo dia é marcado pela visita ao rio subterrâneo, que justamente define a divisa entre a Hidrelétrica de Águas Calientes e Machu Picchu. Ali é feita a parada para o almoço e você deve decidir também se segue caminhando até Águas Calientes (é o que a maior parte dos viajantes opta) ou se pega um trem. Nesta cidade, a hospedagem é feita em hotel, de acordo com o seu pacote contratado.

O último dia de trekking parece não desanimar os aventureiros. Afinal, é o momento de chegar até a cidade perdida dos Incas. A caminhada se inicia cedo e é agraciada pelo nascer do sol. Ali, o passeio é acompanhado por cerca de duas horas por um guia oficial que conta tudo sobre cada detalhe do destino. Depois, o tempo é livre para você explorar por conta própria essa que é uma das sete maravilhas do mundo.

salkantay

Incluindo algumas (milhões) de estrelas no roteiro

Uma outra opção da trilha Salkantay é a chamada rota estrelada. Nela, a primeira noite é feita em Soraypampa, em incríveis cúpulas de vidro, onde você simplesmente vai dormir e apreciar o céu mais espetacular de toda a sua vida. Este roteiro também inclui a ida até a magnifica Laguna Humantay, a mais de 4.300 metros acima do mar, e com as águas azul-turquesa, dignas de um belo papel de parede. Outros destinos imperdíveis como La Playa, Lucmabamba e Chaullay também serão apreciados.

Dicas finais para quem pretende fazer a trilha Salkantay até Macchu Picchu

Como deu para perceber, a trilha Salkantay reserva encantos únicos, que nenhum outro caminho até a cidade perdida dos incas proporciona. No entanto, a altitude e a distância podem ser um desafio a muitos aventureiros. Porém, seguindo alguns conselhos e dicas, fica mais fácil encarar essas barreiras e aproveitar o trajeto da melhor forma possível. Confira!

– Leve repelente;

– Esteja com um bom preparo físico;

– Hidrate-se bem;

– Tenha calçados confortáveis;

– Leve casacos e roupas leves;

– Tente passar, pelos menos, dois dias em Cusco antes de começar o trekking para se adaptar à altitude;

– Feche pacotes apenas com agências de confiança.

Enfim, essas foram as nossas dicas para quem respira aventura e não abre mão de passeios com a estrutura e a segurança necessárias. Sem dúvidas, a trilha Salkantay é o caminho mais fascinante até Machu Picchu e, ao mesmo tempo, requer esforços e muita superação, o que a torna ainda mais especial. Ah, sem contar também que não há limitações de pessoas para ingressar nela! Muito mais que um trajeto, uma experiência única de vida! Arrume as malas e se surpreenda!

Curtiu? Ficou com vontade de embarcar nessa aventura e desfrutar tudo de mais incrível que o Peru oferece? Então, não deixe de conferir este pacote com roteiro completo por Cusco, Vale Sagrado e, por fim, a tão falada Trilha Salkantay. Boa viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *