Passeio vale sagrado: dicas pra melhor experiência de viagem

Quando se pensa em viagens ao Peru, muita gente associa a uma aventura de mochileiros com alguns perrengues pelo roteiro. Mas só é assim para quem quer!

Na verdade, o país conta com uma estrutura turística muito bem desenvolvida, além de muitas agências oferecerem excelentes pacotes com total conforto ao turista. Para provar isto, fizemos este post sobre o famoso passeio Vale Sagrado com dicas de como explorar um dos roteiros mais incríveis da terra dos Incas, sem precisar passar por nenhum aperto.

Quer conferir? Então, leia o texto até o final e anote as dicas para a sua viagem. Vamos lá!

Confira 3 dicas de como fazer o passeio Vale Sagrado com o máximo de conforto

1- Escolha um bom hotel em Cusco

Ao chegar do aeroporto, a primeira parada é na famosa Cusco, localizada a 3.400 metros acima do mar. Devido a essa altitude, é recomendado não fazer grandes atividades com esforço físico logo de primeira, para que o seu organismo se adapte. O tradicional chá de coca é servido nos hotéis e vai ajudar bastante nesse processo de adaptação.

Uma dica é optar por um hotel confortável e bem localizado, para evitar longas caminhadas ou ficar distante do comércio e de atrativos da cidade. Como sugestão, o Palacio del Inka e o Belmond Hotel são duas excelentes opções para quem busca charme e conforto. Além de toda a estrutura oferecida, ambos os estabelecimentos são centrais, o que permite visitar as atrações a pé.

Não deixe de passear pela cidade imperial de Cusco, que é o berço da civilização Inca, e apreciar toda a sua beleza arquitetônica e histórica. Nessa caminhada, é possível visitar museus, a Plaza das Armas e o centro de arte nativa Qosqo (imperdível). Uma dica para os outros dias é realizar um city tour arqueológico para explorar a Catedral de Cusco, visitar o Templo do Sol (Qoricancha) e alguns sítios arqueológicos como Qenqo, Sacsayhuaman, Pukapukara e Tambomachay.

2- Aproveite metade de um dia para visitar Moray e Maras

É hora de colocar aquele calçado confortável, pois o passeio começa a exigir um pouquinho mais de esforço físico. Mas também nada impossível. Leve água sempre para se hidratar e alimentos para matar a fome.

Visitar Moray e Maras é um passeio de bate e volta, feito em um único dia. Por isso, ainda vai dar para aproveitar o hotel de Cusco por mais uma noite. A primeira parada é no povoado de Maras, local que teve grande influência da colônia espanhola. Nele se vê nitidamente o trabalho de artesãos nas portas das casas dos sacerdotes jesuítas.

Depois de visitar o povoado, segue-se para o extraordinário Moray, uma espécie de laboratório agrícola dos incas, no formato de um enorme anfiteatro com degraus, nos quais os antigos faziam experiências para o cultivo de alimentos, com técnicas surpreendentes. Para se ter uma ideia, a construção é capaz de criar até 20 microclimas diferentes para cada cultura de alimento. Incrível, não é mesmo?

Para finalizar essa parte do passeio Vale Sagrado, é possível apreciar a exótica paisagem das Salineiras de Maras, com diversas poças de sal espalhadas pelas montanhas. Depois dali, já é possível retornar para Cusco e aproveitar todo o restante da tarde lá!

3- Saia de Cusco e se hospede no Vale Sagrado dos Incas

Para aproveitar melhor o seu passeio Vale Sagrado, indicamos sair de Cusco e se hospedar também em Urubamba. Nesse roteiro, você vai poder visitar Pisac e Ollantaytambo, onde, de fato, começa o Vale Sagrado dos Incas.

Uma dica fundamental para esse primeiro dia é conseguir deixar as malas maiores no guarda-volumes do hotel de Cusco e seguir apenas com o básico. Por isso, é recomendado optar por pacotes fechados com agências, pois elas já dão essa opção.

Em Pisac, aproveite o colorido mercado para fazer compras e apreciar a diversidade cultural de seu povo. Ali, também se faz um passeio guiado pelas incríveis ruínas da cidade para, depois, seguir para Ollantaytambo, vilarejo milenar com enormes sítios arqueológicos de uma arquitetura impecável.

Ao final do dia, siga para Urubamba, onde você fara o check-in no novo hotel. Se busca uma experiência única, nossa dica é o Hotel Tambo del Inka Vale Sagrado, com sua própria estação ferroviária para Machu Picchu.

A partir de Ollantaytambo sai o trem até Águas Calientes. Na sequência, um ônibus para o grande espetáculo do passeio Vale Sagrado: a monumental Machu Picchu. Por fim, se retorna a Cusco, fechando todo o roteiro!

Enfim, esse foi um resumo de como seu passeio Vale Sagrado pode ser uma experiência única e, ainda por cima, esbanjando conforto. Evidentemente, todo esse roteiro requer um pouco de disposição e de preparo físico. Mas todo esforço compensa para conhecer as maravilhas desse país riquíssimo em cultura e história.

Gostou? Quer fazer esse passeio Vale Sagrado com toda comodidade e conforto que procura? Então, conheça nossa sugestão de pacote completo de 7 dias e 6 noites por lá e se surpreenda!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *