Música peruana: ritmos que embalam festas e rituais no país

Se você pretende viajar ao Peru, saiba que a sua aventura pode ir muito além dos passeios pelos sítios históricos de Machu Picchu e do Vale Sagrado, da gastronomia e do artesanato andino.

Esse destino é repleto de muita cultura e a música peruana é dos principais combustíveis que acendem as noites e festas e também os rituais mais tradicionais do país.

Quer conhecer um pouco mais sobre os ritmos peruanos, seus instrumentos e danças que, com toda certeza, animarão ainda mais o seu roteiro por lá? Então, vem com a gente e se surpreenda. Vamos começar?

Quais são os principais ritmos da música peruana?

Aqui, vamos falar tanto da música peruana folclórica como também a que rola nas pistas de dança das principais cidades. Assim, basta você planejar o seu roteiro cultural — e musical — de acordo com o que tem vontade de conhecer e curtir. Preparado? Então, confira as dicas abaixo!

Huayno

A Huayno é uma das músicas peruanas mais tradicionais. Ela é embalada por uma batida contagiante, originada no altiplano rural. Normalmente, é realizada por casais de todas as idades e é comum encontrar festas e apresentações em ruas e praças de diversas cidades.

Os casais fazem movimentos como o zapateo, um sapateado que marca o ritmo com as pisadas no chão. Outra característica bem interessante são os trajes utilizados pelos dançarinos: as moças costumam usar saias com diversos bordados; já os rapazes, gorros. Sua origem é tipicamente andina e mistura culturas pré-colombianas com influências da colonização europeia. Um verdadeiro espetáculo do folclore peruano.

Marinera

A marinera tem origem em uma cultura afro-americana e, mesmo quem não a conhece, consegue perceber essas características. Relatos históricos afirmam que sua origem está atrelada ao acasalamento de pássaros, em especial, dos galos e galinhas. O casal de dançarinos parece flertar o tempo inteiro enquanto dança.

Como manda a tradição, a mulher está sempre com um lenço nas mãos e saia longas e esvoaçantes, enquanto o homem se mantém sempre com um ar de pretendente amoroso, em volta dela e com muita elegância. Apesar da origem relatada, nitidamente se vê a influência da cultura espanhola nos trajes e na dança.

Son de los Diablos

Outra música peruana muito tradicional é a chamada Son de Los Diablos. Comumente tocada em Lima, em especial durante o carnaval no Peru, essa dança é uma resistência cultural do folclore deste país. Afinal, por ser de origem afro-peruana e sempre envolvendo máscaras, fantasias “diabólicas” e jogos, chegou a ser proibida nas ruas em meados do século XX.

Suas festas são embaladas por violão, cajón e quijada ou queixada de burro. Entre os trajes usados, destacam-se batas, calças, máscaras com plumas, caudas, sapatos de cordão, capas e vários sinos.

Cumbia

Esse é um dos ritmos mais contagiantes da música peruana e contou com uma evolução extraordinária, inclusive, ganhando espaço aos poucos até no Brasil. Sua origem é uma mistura de influências dos Andes e da Amazônia, mas hoje já ganhou até versões eletrônicas, as quais, provavelmente, vão embalar alguma balada que você fizer em Lima ou em Cusco, por exemplo.

Enrique Delgado carrega o título de fundador do ritmo moderno no país, tendo em vista suas experiências musicais, ao misturar novos instrumentos e ritmos. Mas foi em 1970 que a música caiu no gosto do povo e passou a influenciar novas bandas, artistas e produtores. Hoje, a cumbia é um dos principais símbolos da música peruana moderna.

Quais os principais instrumentos da música peruana?

Outra característica muito tradicional da música peruana é o uso de instrumentos que não são muito comuns e conhecidos em outros países, inclusive no Brasil. A princípio, só havia instrumentos de sopro e percussão na era inca. Com a chegada dos espanhóis, vieram junto os instrumentos de corda.

Abaixo, separamos alguns exemplos para você conhecer e, quem sabe, servir de ideia para um presente ou lembrança de sua viagem. Vamos lá?

Zampoña

Este, na verdade, é o nome dado pelos espanhóis. Em quéchua, se chama Sicu. Nada mais é do que a tradicional flauta peruana, composta de tubos de junco. Seu som é suave e sempre que escutamos, o remetemos a cenários andinos e indígenas.

Hoje, introduzido na música peruana moderna e até em remixagens eletrônicas, o instrumento tem sua origem em tempos longínquos e atrelado a grandes rituais incas.

Carina

A carina é um outro instrumento de sopro muito tradicional na música peruana. Tem um formato oval e é feito de barro, pedra, madeira e sementes. Ele produz um som inigualável e sua origem também está ligada a rituais antigos, nos quais era possível imitar o canto de alguns pássaros.

Charango

O charango é um instrumento muito comum da música andina, não somente no Peru, mas em outros países da América do Sul, como Chile e Argentina por exemplo. Não se sabe muito bem sobre a real origem dele, mas acredita-se que tenha sido de influências espanholas com tradições indígenas da região dos Andes.

Música peruana

Quais são os principais artistas da música peruana?

O Peru produz muita música de qualidade, tanto nos ritmos tradicionais quanto nos mais modernos. Para você já preparar as pernas e o quadril para as festas e apresentações durante a sua viagem, preparamos uma pequena lista com alguns artistas famosos para você conhecer e preparar uma pastinha exclusiva em sua playlist. Confira abaixo!

– Susana Baca;

– Alejandro y Maria Laura;

– Lucho Barrios;

– Juaneco y su Combo;

– Lucho Quequezana.

Enfim, essas foram as nossas dicas sobre a música peruana. Certamente, ela fará parte de seu roteiro pelo país, seja em festas e baladas noturnas, seja em alguma apresentação cultural. Tenha certeza de que você vai se encantar por mais essa riqueza que só o Peru é capaz de oferecer aos seus visitantes e aproveite para ensaiar alguns passos. Afinal, também temos esse sangue latino! Boa viagem e boa diversão!

Gostou do nosso post? Se você já foi ao Peru alguma vez ou está planejando sua primeira visita, provavelmente já conhece outras músicas e ritmos do país. Então, compartilhe aqui com a gente e deixe seu comentário com as suas dicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *