Ecoturismo no Peru: quando é melhor fazer as trilhas Incas?

Praticar o ecoturismo no Peru é uma forma de desbravar aquele país com outros olhos e emoções. Afinal, o destino é perfeito para os amantes de aventura e natureza.

As trilhas incas são o maior exemplo disso. Com diversas opções de trajetos, níveis de dificuldades e tamanhos, esses roteiros surpreendem viajantes do mundo inteiro que encaram o desafio de chegar em Machu Picchu a pé.

Sem dúvidas, essa aventura é algo inesquecível e quem a faz parece conseguir enxergar as coisas com outros olhos. Porém, um detalhe importante antes de embarcar nessas longas caminhadas é ficar atento às estações do ano no Peru. Por isso, preparamos este post com algumas dicas das melhores trilhas e qual a melhor época de fazê-las. Bora conferir?

Como é o ecoturismo no Peru?

Existem dezenas de caminhos e roteiros para se chegar a Machu Picchu, desde confortáveis trens às trilhas mais desafiadores. Como o foco aqui é ecoturismo no Peru, vamos abordar somente a segunda alternativa. Por isso, prepare as botas, o bastão de trekking e, claro, o coração, pois as emoções são constantes. Conheça, abaixo, algumas opções das melhores trilhas.

Trilha Inca Tradicional

O caminho tradicional é um dos roteiros mais disputados do mundo. Afinal, há uma limitação diária imposta pelo governo peruano de até 500 pessoas. Portanto, se quiser realizá-la, trate de reservar seu pacote com o máximo de antecedência.

A trilha é realizada em quatro dias, com um percurso total de 39 quilômetros, entre muita zona de mata, grandes escadarias, caminhos pedregosos e, claro, muita magia e mistérios dos sítios arqueológicos pelo caminho.

Ecoturismo no Peru

Trilha Inca Curta

A trilha Inca tem a sua versão mais reduzida também. A chamada Curta Essencial pode ser realizada em apenas dois dias e sem a necessidade de acampamentos e, ao mesmo tempo, sem perder as melhores atrações, que envolvem uma visita até o complexo arqueológico de Winay Wayna (um dos mais importantes da trilha Inca tradicional) e a Portada do Sol, entrada do parque de Machu Picchu para quem chega a pé. Você já está até imaginando as selfies lá, não é mesmo?

Com certeza, essa é uma alternativa perfeita para quem tem menos tempo e prefere um roteiro mais light.

Trilha Salkantay

Este é o verdadeiro desafio para aqueles que estão dispostos a superar seus limites. Uma das grandes vantagens desse roteiro é que não há limitação de pessoas por dia. Apesar de um pouco mais puxada e com trajetos maiores, a trilha Salkantay é uma das mais fascinantes rotas para Machu Picchu e, sinceramente, as paisagens e surpresas são de outro mundo.

Em suas duas principais versões, com caminhos e paisagens totalmente diferentes, você terá a oportunidade de cruzar desde grandes nevados às regiões mais secas, podendo optar por trajetos que envolvem a famosa Laguna Humantay, de águas azuis ou, até mesmo, dormir em cúpulas com tetos de vidro para observar a noite mais estrelada de sua vida. Em geral, essa caminhada leva cinco dias e quatro noites, cada uma mais emocionante que a outra.

Mas, para isso, é preciso escolher a época ideal de praticar o ecoturismo no Peru. Por isso, continue a leitura e se informe mais sobre esse assunto nos próximos tópicos. Vamos lá!

Ecoturismo no Peru

Afinal, qual a melhor época para praticar o ecoturismo no Peru?

Agora que você sabe quais são as melhores opções de trilhas para Machu Picchu, é hora de planejar a sua aventura. Sem dúvidas, viajar ao Peru em qualquer época do ano é surpreendente. No entanto, quando se trata das trilhas incas, o ideal é que se opte pela estação das secas, que ocorre entre os meses de abril e outubro, quando toda a região de Cusco quase não recebe uma gota de chuva.

Por lá, o tempo funciona um pouco fora do habitual que conhecemos. Ou seja, no verão e primavera chove e no outono e inverno faz sol. Portanto, para praticar ecoturismo no Peru, em alguma das trilhas incas, o mais recomendado é entre o outono e o inverno, meses com temperaturas agradáveis e dias ensolarados. Cenário perfeito para os seus cliques.

Mas, e se sua viagem estiver programada para outras épocas?

Relaxa! Apesar da estação das secas ser a época mais recomendada para praticar o ecoturismo no Peru, a estação chuvosa também pode lhe render excelentes momentos e, inclusive, dias lindos com sol. No entanto, o fato é que há, sim, riscos de instabilidades no tempo e o clima pode variar de uma hora para outra.

E, acredite! Isso nem sempre será um problema para o seu trekking. Já pensou, por exemplo, no meio da trilha, um lindo arco íris surgir no alto daqueles imensos vales cobertos de neve? Fenômenos como esse só acontecem neste período. Sendo assim, até a chuva pode trazer surpresas inacreditáveis para a sua viagem de ecoturismo no Peru.

Resumindo, é possível também percorrer as trilhas incas durante o período de chuvas, apesar de não ser o mais recomendado. Mas se, de fato, essa é a única época disponível para a sua aventura, não deixe de fazê-la por esse motivo. Prepare-se um pouco mais e aproveite cada momento proporcionado pela caminhada. Certamente, serão dias inesquecíveis!

Enfim, chegamos ao final do nosso post sobre ecoturismo no Peru. Não há dúvidas de que o país é um dos destinos mais privilegiados com paisagens, caminhos e histórias a serem desbravadas por todo amante de viagens e aventuras. Vale ressaltar que existem diversas opções de trilhas até Machu Picchu que podem ser realizadas pelos mais variados perfis de turistas e que sempre reservam a melhor recompensa ao final. Escolha a época ideal para a sua aventura e se entregue à magia e aos mistérios de um dos roteiros mais fascinantes do mundo. Boa viagem!

E aí, curtiu nosso post? Quer embarcar em uma das viagens mais extraordinárias de sua vida? Visite o Peru e se encante com todas as riquezas de sua natureza, cultura e gastronomia! Mas, antes de partir, trouxemos um e-book completo com 10 dicas essenciais para você organizar sua viagem para lá! É gratuito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *