Covid-19 e o turismo: não cancele, remarque!

Com a atual crise gerada pela disseminação do novo coronavírus e o surgimento da doença Covid-19, quem tinha ou tem uma viagem marcada e até quem estava se programando para as próximas férias ficou sem saber o que fazer. De fato, o turismo é um dos principais setores afetados neste momento.

E são tantas informações circulando pela internet que fica difícil saber no que confiar. Mas, calma, nem tudo está perdido. Boas empresas que atuam no setor de turismo têm tomado atitudes para que tudo seja resolvido da melhor forma possível. 

O que esperar de boas agências de turismo no cenário atual?

Empresas de turismo que atuam de forma responsável provavelmente já entraram em contato com todos os passageiros que tinham embarque previsto para o mês de março.

O mesmo vale para aqueles com viagens marcadas para o começo de abril. Com a abertura das fronteiras a partir do dia 31 de março, problemas relacionados à Covid-19 devem permanecer por mais algum tempo. E, claro, o mais importante é preservar a segurança e saúde dos clientes.

A solução para tudo isso é o reagendamento das viagens, em uma negociação saudável entre cliente e empresa. Agências de qualidade também estão garantindo que essa mudança nas datas seja isenta de  cobrança de taxas, além de oferecer liberdade para a escolha dos novos dias.

Essa é a postura adotada pela Machu Picchu Brasil. Para isso, o primeiro passo dado foi entrar em contato com todos os nossos fornecedores de serviços e hotéis para a elaboração de um plano de ação. Com negociações e acordos, fizemos de tudo para diminuir os impactos para nossos clientes. 

Covid-19 e o papel do cliente no turismo 

Assim como é esperado que as empresas tomem atitudes responsáveis no cenário atual, é preciso que os passageiros encarem a situação de forma compreensiva.

Quando um cliente aceita que as datas da viagem sejam alteradas, no lugar de optar pelo cancelamento, muito mais do que garantir uma aventura no futuro, essa pessoa está colaborando com o mercado.

Ao reagendar uma viagem, o cliente ajuda o turismo a manter suas atividades, garantindo a manutenção de empregos e impulsionando a economia nacional.

Caso você, cliente, não possa alterar a data da viagem e opte pelo cancelamento, também precisará adotar uma postura compreensiva. As empresas tiveram gastos administrativos em relação a sua viagem e vão precisar cobrar multas contratuais.

Sabemos que muitas pessoas não ficam felizes com essa decisão,mas é uma necessidade das empresas do setor para que o fluxo de caixa se mantenha saudável em um momento tão complicado para todos. 

Pensando em viajar? Não desista! 

Precisamos ser transparentes. Agora não é um bom momento para marcar a data de uma viagem. Porém, sempre é uma boa hora de começar a planejar e, sim, até mesmo fechar o pacote que você preferir.

Aqui vão 5 dicas para que você não corra nenhum risco:

1.  Pesquise

Antes de contratar sua viagem, busque informações sobre a agência escolhida. Para começar, você pode (e deve) checar o que as pessoas estão dizendo nas redes sociais da empresa e em sites como o Reclame Aqui.

Também é muito importante checar se a agência possui Cadastur (Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos) e como está o status do CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) na Receita Federal. 

2.  Busque flexibilidade 

Nesse momento, o recomendado é buscar por empresas que ofereçam a possibilidade de fazer a compra da viagem agora, mas só informar a data de embarque futuramente. Assim, você não terá nenhum problema caso os casos de Covid-19 se mantenham por um tempo.

Também é importante consultar se a Agência possui Cadastur, como está o status do CNPJ na Receita Federal e se ela possui um Contrato pautado no Código de Defesa do Consumidor!

3. Escolha atendimento excelente desde o início 

Agências de turismo preocupadas com o cliente oferecem um atendimento excelente desde o primeiro contato até o fim da viagem.

Alguns pontos que indicam que o acompanhamento será completo são o aviso de que haverá um canal de assistência 24 horas durante a viagem e a existência de sede própria da agência no país de destino. 

4. Opte por quem é especializado 

Ao escolher uma agência especializada no destino escolhido, você garante uma consultoria de turismo muito mais precisa.

Além de um atendimento mais rápido para o envio de orçamento, empresas desse tipo também recebem e te encaminham informações atualizadas sobre o local de viagem, o que é essencial em um momento como esse.

E, é claro, a orientação fica muito mais completa, com dicas de passeios, restaurantes e tudo o que você precisa saber para ter a melhor experiência possível. 

5. Fique de olho no contrato

Até o momento final da decisão, ainda é hora de prestar muita atenção. Uma boa agência de turismo tem um contrato pautado no Código Brasileiro de Defesa do Consumidor. 

Conte com a Machu Picchu Brasil

A Machu Picchu Brasil está colocando em prática todas as atitudes que acreditamos que devem fazer parte desse momento de crise gerado pela Covid-19. De forma transparente e preocupados com a segurança de nossos passageiros, seguimos oferecendo flexibilidade.

Se você sonha em fazer uma viagem para o Peru, pode garantir a compra da viagem mesmo sem definir uma data. Você aproveita o câmbio a R$ 4,50, promoção que ocorre por tempo limitado, e nos informa só depois quando é que você embarca.

É claro que você ainda conta com toda nossa especialidade no país Peru, com especialistas que sabem os mínimos detalhes sobre o destino. Saiba mais sobre nossa empresa e não perca a chance de viver essa experiência incrível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *