Complexo Arqueológico El Brujo, Peru: 4 motivos pra conhecer

Ao Norte do Peru, em plena região amazônica, há inúmeros vestígios de uma incrível civilização muito antiga que habitou o local a partir do século I.

São chamados de Moche e eram igualmente inteligentes e avançados para a sua época, assim como o famosos Incas de Machu Picchu. Com essas descobertas, algumas bem recentes, o turismo no Peru ganhou ainda mais adeptos e o viajante tem novas opções de aventuras misteriosas e fascinantes por esse país mágico, como o fabuloso complexo arqueológico El Brujo.

Se você já conheceu Machu Picchu ou planeja a primeira viagem, saiba que tem motivos de sobra para estender um pouco o roteiro ou dedicá-lo, exclusivamente, à região Norte do Peru. Sem dúvidas, será uma experiência inesquecível e tentaremos dar um gostinho de aquilo que você encontrará pelo complexo arqueológico El Brujo e seus arredores.

Bora conferir? Então, boa leitura e não deixe passar nenhuma dica!

O que foi a cultura moche e quais são os seus principais mistérios?

A descoberta de peças e objetos inimagináveis de ouro ou cerâmica e a prática de mumificação comprovam que a cultura moche habitou o Norte do Peru há tempos muito distantes e, como de praxe das culturas pré-colombianas, carregou consigo mistérios, curiosidades e lendas que ainda mexem com a imaginação de estudiosos, arqueólogos e viajantes.

Estima-se que a cultura moche floresceu na região, onde hoje se encontram as cidades de Trujillo e Chiclayo, a partir do século I ainda. Apesar do longo tempo e dos acontecimentos históricos da colonização, diversas construções, tradições e crenças se mantiveram, inacreditavelmente, intactas, como é o caso do complexo arqueológico El Brujo.

Enormes pirâmides, templos, objetos de cerâmica e até a descoberta de múmias tatuadas vêm tornando a região em um novo polo de turismo cultural e de aventura no Peru, revelando segredos e histórias de uma civilização riquíssima e repleta de magias e conhecimentos.

Complexo Arqueológico El Brujo

O que visitar no complexo arqueológico El Brujo?

O complexo arqueológico El Brujo se localiza na região de Trujillo, mais especificamente, no Vale de Chicama, a cerca de uma hora do centro da cidade. Sem dúvidas, é um dos principais atrativos de todo o Norte do Peru e merece um dia dedicado a ele em qualquer roteiro. Abaixo, separamos algumas dicas imperdíveis do que não pode ficar de fora do passeio. Confira!

1- Señora de Cao

Com certeza, a estrela principal de todo o complexo arqueológico El Brujo. Trata-se de uma descoberta relativamente nova (meados de 2005) e que impressionou até os mais experientes arqueólogos do mundo. Um corpo de uma jovem, de aproximadamente 25 anos, foi encontrado em uma das minuciosas escavações em um estado de conservação inacreditável.

O que parecia ser apenas mais uma descoberta histórica revelou muito mais do que se conhecia da cultura moche e fez suscitar ainda mais mistérios e dúvidas sobre essa civilização. Afinal, um detalhe no corpo da jovem, apelidada de Senhora de Cao, impressionou os pesquisadores: havia tatuagens de serpentes, aranhas e desenhos geométricos por todas as partes, além de o corpo estar acompanhado de muitos pertences de ouro e prata, incluindo uma coroa, armas e joias, o que indica que, provavelmente, aquela jovem era alguém muito importante da nobreza moche.

Complexo Arqueológico El Brujo

2- Huacas de Cao Viejo, Pietra e Cortada

Outras atrações incríveis do complexo arqueológico El Brujo são os fantásticos templos milenares, chamados de huacas. Eles dividem-se em três principais: Huaca Cao Viejo, Pietra e Cortada.

A primeira foi o local da descoberta da múmia tatuada e, por isso, a razão do apelido Senhora de Cao. Todos esses locais serviam como centros administrativos e cerimoniais e, por esse motivo, a riqueza de detalhes e curiosidades é imensa e repleta de detalhes. A começar pelas pinturas e imagens diversas que se preservaram pelas paredes e muros dessas pirâmides.

A Huaca Cortada leva esse nome por ter sido dividida ao meio por uma enorme fenda, feita em um período incerto, muito provavelmente pelos invasores espanhóis ao tentarem buscar riquezas minerais no local.

Por fim, a Huaca de Pietra, mais próxima ao mar, revela que ali viviam pescadores e marisqueiros a milhares de anos, que deram início também a um processo de domesticação de plantas e animais, provando que o local, realmente, foi berço de uma civilização.

Complexo Arqueológico El Brujo

3- Museu Cao

Dentro do complexo arqueológico El Brujo foi construído um museu para abrigar todos os pertences e objetos descobertos durante as escavações.

Por lá, o visitante consegue viver uma experiência única e imaginar como tudo deveria ser naquele tempo. Uma riqueza indescritível de detalhes minuciosos em vasos e potes de cerâmica, estátuas e imagens de pedra, além de armas e ferramentas dos mais variados materiais, mostram o quanto a cultura moche era avançada para a sua época.

Complexo Arqueológico El Brujo

4- Poço cerimonial

Outra descoberta do complexo arqueológico El Brujo, feita em 2004, revela ainda mais a organização da antiga civilização moche. Um enorme poço de 12 metros mostra que seus habitantes utilizavam o local com fins cerimoniais também, tendo em vista que ossadas de mais de 1.500 anos foram localizadas ali.

Em meio a tantas dúvidas e tempos longínquos, algumas tradições e costumes ainda se mantiveram. Hoje, por exemplo, ainda é possível encontrar sessões de purificação e limpeza espiritual com curandeiros de Madalena de Cao, um pequeno vilarejo tradicional, que também faz parte do sito arqueológico.

Enfim, essas foram apenas algumas dicas de um passeio pelo fabuloso complexo arqueológico El Brujo. No entanto, tenha certeza de que um roteiro pelo Norte do Peru contempla ainda muito mais coisas, como praias, pirâmides, mercados místicos, cidades de barro, entre uma infinidade de atrações incríveis e imperdíveis. Converse com uma agência especializada e se informe sobre todos os encantos que essa região proporciona ao viajante.

Gostou do post? Quer conhecer outro lugar bem incomum e curioso na mesma região? Então, confira também nosso próximo artigo e desvende os mistérios do fantástico Mercado de las Brujas, em Chiclayo. Boa leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *