Comida peruana: 7 produtos para apreciar a culinária andina

Se você já foi ou pretende viajar para o Peru, certamente conhece a fama da gastronomia do país, considerada uma das mais requintadas e premiadas do mundo todo. Sendo assim, para dar um gostinho do que você vai provar por lá ou relembrar de alguma trip recente, a gente resolveu preparar este post, exclusivamente, para destacar alguns ingredientes essenciais que compõem a comida peruana e que, sem dúvidas, fazem a diferença nos pratos.

Por isso, sem mais delongas, prepare o apetite e boa leitura. Vamos lá?

Confira 5 produtos indispensáveis na comida peruana

A seguir, separamos uma pequena lista de produtos e ingredientes realmente indispensáveis na culinária local. Certamente, eles farão parte dos pratos dos principais restaurantes do país. No entanto, para quem pretende arriscar algumas receitas ao voltar para o Brasil, não deve esquecer de dar um pulo nos mercados e feiras locais para garantir alguns temperos e especialidades de lá. Veja alguns abaixo!

1. Lúcuma

Comida peruana

Certamente, quem pisa em terras andinas vê, prova ou, pelo menos, ouve falar da lúcuma. Trata-se de uma fruta tipicamente peruana e faz parte da dieta cotidiana das pessoas por lá.

Para se ter uma ideia, a fruta é apelidada de “El oro de los Incas”, tendo em visto que, desde de os primórdios, ela já estava presente na vida dos povos locais.

Há quem a coma pura, mas normalmente, a fruta de polpa amarela está presente em cardápios de restaurantes em forma de doces para a sobremesa ou em cartazes de sorveterias.

Se a ideia é levar uma “amostra” para o Brasil, pode-se bater com leite, colocar em potinhos e congelar! Sucesso certo!

2. Maca peruana

A maca peruana pode até ser encontrada em algumas lojas de produtos naturais no Brasil (com preços nem sempre muito convidativos), mas nunca vai se comparar à sua versão original. Na sua forma in natura, ela lembra um pouco o rabanete (um pouquinho mais feio, pra ser sincero) e só cresce em altitudes maiores.

Seus benefícios para a saúde são incalculáveis, desde a prevenção de diabetes até a perda rápida de calorias. Em geral, a maca peruana é servida em forma de farinha e pode ser posta em saladas, sopas, iogurte e sucos.

3. Aji Amarillo

Comida peruana

Sem dúvidas, essa pimenta é um dos segredos da comida peruana, inclusive, sendo ingrediente essencial na receita original do ceviche.

Mas não pense que o Aji é apenas um toque especial da gastronomia moderna do Peru. Para se ter ideia, há registros arqueológicos que apontam que a pimenta já era consumida pelos povos originais, há muito e muito tempo!

Além do prato queridinho dos turistas – o ceviche, o aji também se apresenta em outras deliciosas opções de comida peruana como o Aji de Gallina, o Lomo Saltado e a Papa a la Huancaina.

Confira também:

Leite de tigre, ceviche e pisco sour: o que comer no Peru

– Sabores peruanos além do ceviche: o que provar na viagem

4. Maiz Morado

Comida peruana

O milho é um dos ingredientes mais utilizados na comida peruana e o que não faltam são variedades de cores e tamanhos das espigas. Além disso, historiadores afirmam que, antigamente, o produto não era utilizado apenas para alimentação. Ele era tratado como algo sagrado também, usado em cerimônias, oferendas, bebidas e até mesmo em objetos de cerâmica, especialmente na cultura mochica (basta viajar para o Norte do Peru ou visitar o Museo Larco para comprovar isso).

No entanto, entre tantas espécies, lendas e histórias, o milho negro (ou melhor, maíz morado) merece todo o nosso destaque. Em primeiro lugar por se tratar de um produto exótico e com uma coloração diferente de tudo o que estamos acostumados a ver no Brasil.

Depois, pelo fato de se tratar de um ingrediente ligado diretamente à cultura andina, tendo em visto que é utilizado na preparação da Chicha Morada (bebida sagrada dos Incas) e da famosa sobremesa mazamorra morada. Ambas são experiências obrigatórias para qualquer viagem pelos vales andinos.

5. Quinua

Também já bem conhecida no Brasil e no mundo, a Quinua (ou Quinoa) é um dos grãos mais presentes na comida peruana, com benefícios incríveis para a saúde e, claro, com um sabor incomparável para o paladar.

Entre saladas e pratos quentes, o grão se faz presente nos mais variados menus peruanos. Para se ter uma ideia (e aguar um pouquinho o seu paladar), há versões incríveis e originais como o risoto de quinoa com carne de alpaca e até hamburguer vegetariano com o cereal. Perfeito, né?

6. Tuna

Outra curiosidade incrível – e deliciosa – é uma frutinha que, se comparada a alguma outra que temos por aqui, lembraria um pouco o noni, conhece? Bem, esse fruto meio verde, meio roxo, e com pequenos espinhos se chama tuna e é originário de um cacto muito comum nas regiões mais secas do Peru.

É comum encontrá-lo em barraquinhas e feiras de rua e o seu sabor é único! Geralmente servida em sucos ou vitaminas, a tuna é tão doce que até dispensa o açúcar. Experimente e se apaixone!

7. Rocoto

Para fechar nossa lista de ingredientes indispensáveis na comida peruana, destacamos mais uma pimenta (essa é das fortes).

Para aqueles que amam um sabor mais picante, basta ficar de olho nos cardápios e conferir se alguma opção leva a especiaria. Para não ter erro, um dos pratos mais típicos e conhecidos do país se chama Rocoto Relleno, que é a própria pimenta recheada com queijo e carne.

Além disso, também dá para encontrar molhos e geleias de rocoto e tudo é simplesmente impecável!

Enfim, essas foram algumas dicas de ingredientes indispensáveis na comida peruana e que, de fato, em nenhum outro lugar do mundo poderão ser encontrados. Sendo assim, esperamos que tenha anotado as dicas e não deixe de experimentar nenhuma dessas delícias durante o seu roteiro e vivencie a melhor experiência gastronômica que uma viagem pode proporcionar.

Curtiu as dicas de comida peruana? Se você gosta mesmo de culinária e tem o Peru em seus planos de viagem, então não deixe de conferir também nosso próximo post para conhecer uma sugestão perfeita para um roteiro gastronômico no país!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *